Apresentação

O Programa de Pós-Graduação em Nutrição (PPGN/UFSC) surgiu de uma aspiração coletiva dos Docentes do Curso de Graduação em Nutrição da UFSC, criado em 1980 e mantendo-se, durante um período significativo, como a única opção de formação de Nutricionistas no estado.

Com o objetivo de melhoria da formação acadêmica dos graduandos, em 1992 foi implantado o Programa Especial de Treinamento da Capes (PET/Nutrição), preparando o corpo discente para programas de Pós-Graduação.

Os alunos egressos deste Treinamento estão hoje, em sua maioria, atuando como docentes de outras Universidades e, como outros graduados, precisaram à época buscar a continuação de seus estudos acadêmicos em outras áreas ou regiões, posto que não existisse nenhum Programa de Pós-Graduação em Nutrição na região sul.

A partir de meados de 1990, à medida que o número de docentes do Departamento de Nutrição com título de doutor foi sendo ampliado, também se iniciaram as orientações de alunos junto ao Programa de Iniciação Científica (PIBIC/CNPq e BIP/UFSC).

Em 1997, o Departamento de Nutrição iniciou atividades de Pós-Graduação latu sensu oferecendo o curso de Especialização em Terapia Nutricional e, em 1998, o curso de Gerência de Qualidade de Produção de Refeições. Neste período, vários docentes se envolveram com outros Programas de Pós-Graduação stricto sensu na UFSC, orientando, co-orientando e ministrando disciplinas.

Foi então iniciado o processo de estruturação de uma proposta do Programa de Pós-Graduação em Nutrição stricto sensu da UFSC, com designação de comissão de docentes e colaboração de professores de outras universidades. O grupo amadureceu nestas discussões e tramitação do processo, consciente da responsabilidade da construção de um Programa de Pós-Graduação de qualidade, sendo um dos poucos Programas de Pós Graduação em Nutrição no país e único da Região Sul.

Culminando este processo, o Programa de Pós-Graduação em Nutrição da UFSC (PPGN/UFSC) foi aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES/MEC) em 12/12/2001, através do parecer no. 1.334/01 – CES/CNE e reconhecido pela Portaria no. 177/02 – MEC, de 25 de janeiro de 2002.

O início das atividades ocorreu efetivamente em março de 2002, com a entrada da primeira turma e, a partir de 2004, com entradas anuais. A partir de2010, adata de entrada anual foi alterada para o mês de agosto. Assim, em fevereiro de 2011, o PPGN ultrapassou a formação de uma centena de Mestres em Nutrição.

O corpo docente do PPGN/UFSC é formado por professores do Departamento de Nutrição e outros Departamentos da UFSC. Temos professores que são bolsistas de produtividade em pesquisa do CNPq e consultores com influência na solução dos problemas de ensino, pesquisa e extensão da área de Alimentação e Nutrição no país. Colaboram como editores e avaliadores de periódicos científicos nacionais e internacionais, bem como coordenam projetos de pesquisa financiados por organismos do Brasil e do Exterior.

Com seleção rigorosa e acompanhamento contínuo, observa-se melhoria permanente do grupo discente do PPGN/UFSC e, a partir da implantação do modelo de dissertação em forma de artigos científicos em2007, adiminuição do tempo decorrido entre a defesa e a publicação em periódicos de impacto.

O Programa tem uma estrutura curricular e funcional que encaminha o aluno ingressante a defender o seu projeto de qualificação até o final do segundo semestre do curso. Para atingir este objetivo, contamos com 03 disciplinas: Metodologia da pesquisa em Nutrição, Seminários De Pesquisa Metodológica I e Seminários de Pesquisa Metodológica II. Nestas disciplinas, em encontros específicos, além dos professores responsáveis, todos os orientadores do Programa são envolvidos na discussão dos Projetos de todos os alunos, possibilitando momentos de orientação coletiva das dissertações. Este processo, embora com algumas dificuldades esporádicas de participação, tem resultado tanto no aprimoramento dos projetos específicos, quanto no aprimoramento metodológico individual de professores e alunos.

Ressalta-se o amadurecimento do PPGN/UFSC, refletindo no aumento da visibilidade e consideração do Programa nos cenários nacional e internacional, através da produção científica, das atividades dos egressos, da participação vitoriosa em editais de fomento, das parcerias com instituições públicas e privadas, bem como das atividades relevantes realizadas pelos seus docentes.

Atualmente, temos um quadro de evolução positivo, com as dissertações defendidas no prazo estipulado pela Capes, um número significativo de mestrandos com bolsa de estudos, as bancas examinadoras sempre com a participação de membros externos ao programa, ausência de evasão, estabelecimento de parcerias nacionais e internacionais, bem como com maior número de docentes participando e sendo contemplados os editais de agências de fomento.

O impacto social do PPGN/UFSC pode ser estimado pela atuação dos seus egressos, constatando-se que a maior parte está atuando como docentes do ensino superior e vários outros se encontram realizando cursos de doutorado ou já sendo doutores.

A coordenação e os docentes estão atentos ao desempenho do PPGN/UFSC frente aos critérios estabelecidos pela Capes e buscando melhorias para a consolidação do Programa, tendo como objetivo principal o incremento da produção científica de qualidade dos docentes e discentes.

Na avaliação trienal da CAPES, o PPGN iniciou com conceito 3 sendo alçado para conceito 4 em dezembro de 2010. Este reconhecimento estimulou a estruturação e proposição de um curso de Doutorado em Nutrição, aprovado pela CAPES durante a 131ª Reunião do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES) em 23 de novembro de 2011.  Em março de 2012, então, o PPGN-UFSC inicia o nono Curso de Doutorado em Nutrição do país e o primeiro da Região Sul.

A partir de 2013, o processo seletivo do Mestrado e do Doutorado em Nutrição da UFSC passa a ser sempre em abril para entrada em agosto de cada ano

OBJETIVO
O objetivo geral do Programa de Pós-Graduação em Nutrição da UFSC é a formação de pesquisadores inovadores, resolutivos e geradores de conhecimento em uma área interdisciplinar envolvendo a interface Alimentação, Nutrição e Saúde. A formação acadêmica tem ênfase na construção, desenvolvimento e disseminação de conhecimentos científicos, preparando profissionais qualificados para o Ensino Superior e para a pesquisa neste campo do conhecimento. 

 

Estrutura acadêmica do curso de Mestrado

O Programa de Mestrado em Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina tem duração mínima de 2 (dois) e máxima de 4 (quatro) semestres letivos regulares. O aluno deverá integralizar o mínimo de 24 (vinte e quatro) créditos em disciplinas obrigatórias e optativas, mais 6 (seis) créditos para o Trabalho de Dissertação, num total de 30 créditos. Cada unidade de crédito corresponde a 15 horas efetivas de aula teórica, aula prática ou de outras atividades programadas no plano de estudos do Curso. Até o final do segundo semestre do curso, o Mestrando deverá defender seu projeto de Dissertação no Exame de Qualificação aprovado por Banca Examinadora devidamente credenciada. O grau de Mestre em Nutrição será concedido ao aluno que completar o número de créditos no tempo estabelecido para o Curso e tiver a  sua dissertação aprovada por Banca Examinadora devidamente credenciada.

 

Estrutura acadêmica do curso de Doutorado

O Programa de Doutorado em Nutrição da Universidade Federal de Santa Catarina tem duração mínima de 4 (quatro) e máxima de 8 (oito) semestres letivos regulares. O aluno deverá integralizar o mínimo de 32 (trinta e dois) créditos em disciplinas obrigatórias e optativas, mais 12 (doze) créditos para o Trabalho de Dissertação, num total de 44 créditos. Cada unidade de crédito corresponde a 15 horas efetivas de aula teórica, aula prática ou de outras atividades programadas no plano de estudos do Curso. Até o final do quarto semestre do curso, o Doutorando deverá defender seu projeto de Tese no Exame de Qualificação aprovado por Banca Examinadora devidamente credenciada. Especial atenção será dada às oportunidades de que o Doutorando realize Estágio de Doutorado Sanduíche no Exterior, posto ser esta uma experiência importante não só para o Doutorando e seu projeto de tese, mas também para o programa pela expansão de parcerias internacionais. O grau de Doutor em Nutrição será concedido ao aluno que completar o número de créditos no tempo estabelecido para o Curso e tiver a  sua tese aprovada por Banca Examinadora devidamente credenciada